Como é o cenário feminino no empreendedorismo?

O cenário do empreendedorismo feminino no Brasil cresceu desde 2017. Hoje o país compõe a 7º maior população de mulheres como empreendedoras iniciais.

Mesmo compondo esse ranking, apenas 34% das mulheres que empreendem viram de fato “Donas de negócio”.

Essas mulheres possuem perfil específico, tendo cerca de 35 – 45 anos e com maior escolaridade. Ainda assim, elas ganham cerca de 22% a menos que empreendedores homens.

Já no campo do investimento, mulheres conseguem empréstimos menores dos bancos e pagam taxas mais altas (cerca de 34,6% a mais que os homens)

O empreendedorismo feminino faz-se necessário no séc. XXI já que há apenas 55 anos mulheres podiam sequer ter contas em bancos. Hoje elas assumem uma dupla jornada de trabalho, atrás de autonomia financeira e realização profissional e pessoal, compondo assim mais de 50% das MEIs registradas no SEBRAE.

Segundo o SEBRAE, “necessidade” é o maior motivo que fez com que as mulheres se inserissem dentro do empreendedorismo. As áreas com maior presença feminina são moda, beleza e alimentação, principalmente como prestadoras de serviço.

Quais as principais dificuldades enfrentadas?

Além das taxas de juros cobradas pelos bancos em empréstimos serem maiores, e esses serem menores, a responsabilidade da dupla jornada de trabalho é uma das dificuldades.

Desigualdade de gênero, desrespeito e a não credibilidade por parte da sociedade, sócios e investidores também são alguns pontos.

Mais de 70% das empreendedoras femininas trabalham em casa, não possuindo estrutura para reuniões, capacitação de equipes, recepção, endereço fiscal e recepção. A Owzone possui planos que ajudam a alavancar seu negócio e empreendimento, além do networking  que um coworking te proporciona.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.